CUIDADOS NA HORA DE ADQUIRIR UMA EMPRESA

Você decidiu ser um Empreendedor e pretende adquirir uma
empresa já em funcionamento. Como todo novo negócio, é adequado
que você o estude com muito cuidado para não ter surpresas no
futuro.
Relacionamos abaixo 15 verificações que devem ser feitas para
se cercar de várias informações importantes. Certamente lhe
ajudarão muito a tomar a decisão certa.
1) Não basta achar que o negócio é interessante. Você deve se ver
dirigindo tal negócio, ou seja, se as suas características pessoais
estão de acordo com a nova atividade pretendida.
2) Converse com os sócios do Negócio para saber os motivos pelos
quais estão vendendo a empresa. Converse também com
fornecedores e clientes, se possível.
3) Se for uma franquia, converse com outros f ranqueados para
saber se o negócio é realmente o que os f ranqueadores alardeiam.
Muitas vezes não é.
4) Procure um contabilista para levantar todas as certidões
negativas da empresa. Essas certidões mostrarão se a empresa está
devendo e, caso positivo, quanto é essa dívida. Tire certidões do
FGTS, do INSS, da Receita Federal – que vem conjugada com a da
Dívida Ativa da União. Pesquise também as certidões nos cartórios
de protestos de títulos locais e ainda órgãos como Serasa, para
saber se a empresa está devendo nos bancos. Às vezes as dívidas
podem ser negociadas e entrar na transação de compra.
5) Faça Pesquisas. Descubra o máximo que puder sobre o Negócio.
Por exemplo, pesquise se o ponto é bom para a atividade, anotando
quantos clientes entram na loja – se for um ponto de varejo – e
quantos passam na frente da loja, para ter uma idéia do potencial de
negócio. Calcule o ‘ ticket médio’.
6) Passe uns dias “t rabalhando” na empresa, se possível .
Descubra como é executada a parte operacional da empresa e quais
controles existem.
7) Têm empregados? Verifique o organograma da empresa e saiba
o que cada um faz. Negocie o passivo trabalhista.
8) Saiba quanto precisará investir, além do preço pago. Pintura,
substituição de equipamentos, compra de estoque, tudo isto pode
aumentar sobremaneira o valor a ser investido.
9) Faça contas. Saiba sim quanto a empresa fatura, mas saiba
quanto ela gasta com os chamados gastos fixos (aluguel, folha de
pagamento, energia, telefone) e também os variáveis, como
impostos, mercadorias, comissões, frete, etc.
10) Calcule os indicadores de desempenho do negócio como está
atualmente, tais como rentabilidade, lucratividade, margem de
contribuição e ponto de equilíbrio. A partir desses dados você poderá
projetar a situação futura e também poderá analisar se o valor que
está sendo pago pelo negócio retornará em que porcentagem e em
que período de tempo.
11) Conheça o perfil dos clientes atuais da empresa.
12) Descubra quais nichos de mercado que a empresa não está
atingindo e, como fazer para ampliar a carteira de clientes.
13) Saiba se a empresa está iniciando as atividades ou está há
muito tempo no mercado, se a marca está desgastada e como está o
atendimento ao cliente.
14) Se o Negócio vai ser pago em parcelas, veja quanto será
necessário ter mensalmente e já usar o Fluxo de Caixa, mas também
não se esqueça de provisionar o necessário para o Capital de Giro.
15) Caso não tenha conhecimento para levantar estes e outros
dados, cont rate uma Due Diligence (auditoria). A missão desse grupo
de profissionais altamente qualificados é conhecer as empresas ou
unidades envolvidas nos processos de compras e vendas, avaliar
seus ativos, os riscos das operações, quantificar passivos ocultos e
apurar as eventuais contingências f iscais, trabalhistas e, cada vez
mais, as ambientais que podem vir a se materializar após o
fechamento do negócio.


Investor