Quais são suas projeções para 2009 ??? CONTINUAÇÃO.


11. Qual é o tamanho de seu ego? Um ego grande ou forte é
importante (e natural) para qualquer empreendedor. No entanto,
quando exagerado, dificultará a tomada de decisão de forma
racional e o cegará nas adversidades. Peça uma opinião sincera a
pessoas de confiança, e se ficar evidente que seu ego é maior que
seu negócio, trabalhe nele para voltar à realidade.
12. Seu negócio está alinhado com sua filosofia de vida? Isto não é o
mesmo que acreditar em seu sonho. Seu sonho pode ser ficar
milionário, mas a forma de atingir a fortuna pode não ser condizente
com o que você acredita. Por exemplo, poderia tentar ganhar uma
fortuna vendendo um produto poluente, enquanto acredita na
ecologia e na preservação dos recursos naturais. Se algo assim
acontece, seu negócio não irá muito longe porque
inconscientemente você será contra seu crescimento. Existem
muitas oportunidades de negócio no mundo, procure aquela que o
faça se sentir bem.
13. Seu atendimento ao cliente é de primeira? Não importa o que
você vende, quais são seus preços ou qual é seu público alvo. Sua
empresa sempre deve ter um atendimento ao cliente de alta
qualidade. Esta será a base de crescimento de seu negócio.
14. Suas atividades estão bem escolhidas? Seu tempo é limitado, e
você tem muito a fazer. Como já citado, aprenda a delegar e a
gerenciar seu tempo. No entanto, saiba também escolher quais
atividades realmente deveria fazer. Não corra atrás de clientes com
pouco potencial de compra, invista tempo em projetos de baixo
retorno ou fique fazendo um microgerenciamento das atividades de
sua empresa. Não trabalhe MAIS, trabalhe MELHOR.
15. Você tem um plano de marketing? Se você não tem um plano
para divulgar sua mensagem, saber quais pessoas quer atingir, e
como, quando e aonde sua mensagem será divulgada, preocupe-se.
Talvez a atividade mais importante do empreendedor seja vender.
Seu produto pode ser o melhor do mundo, mas se não consegue
mostrá-lo às pessoas certas da forma certa, ficará encalhado.
16. Sua rede de contatos é eficiente? O importante não é conhecer
muita gente, é conhecer as pessoas certas. Sua rede de
relacionamento profissional deve ser formada de pessoas cuja
referência a seu trabalho realmente tenham valor e pessoas que
possam lhe dar um apoio nos momentos de dúvida e dificuldades.
Trate seus bons clientes como potenciais divulgadores de seu
negócio. Tenha uma postura confiante, não arrogante. E mais
importante: aprenda a oferecer antes de pedir.
17. Você e seus funcionários entendem o processo de vendas? Além
de divulgar sua mensagem (plano de marketing), as pessoas
envolvidas no contato com o cliente devem saber vender. Não falo
somente sobre os vendedores “formais” da empresa, já que é
importante entender que em cada interação do cliente com sua
empresa, seu produto ou serviço deve estar sendo vendido direta ou
indiretamente. Além disso, sua equipe de vendedores deve ser
treinada em técnicas de vendas, para que cada contato seja
realmente eficiente. Um pequeno erro pode causar a perda de um
ou vários clientes.
18. Você trata seus funcionários com respeito? Se eles não gostam de
você ou da empresa, suas chances de sucesso são muito limitadas.
Mesmo que você não possa oferecer os melhores salários, benefícios
e cursos, um clima de respeito e cordialidade já é um passo
essencial para que eles deem o melhor de si pela sua empresa. Já
tão bom quanto seus funcionários.
19. Você faz algo para aliviar o stress? Se você não tem um hobby,
pratica um esporte e tem tempo para sua família e amigos, seu
negócio está dominando você, e isso não é saudável. Caso seu
negócio cresça, a situação ficará ainda pior e isto afetará seus
relacionamentos e sua saúde. Defina os momentos nos quais deve
esquecer um pouco do trabalho e se dedicar a outras coisas da vida.
De outra forma, chegará o momento no qual não aguentará mais e
seu negócio também sofrerá com isso.
20. Você pede conselho? Ninguém sabe tudo sobre qualquer assunto.
Isto é um fato. Mesmo que você conheça muito bem seu negócio e
tenha muito sucesso no que faz, sempre há algo no qual possa
melhorar. Isto é válido especialmente em fases de crescimento do
negócio, já que poderão surgir situações novas e inesperadas, e ter
pessoas que saibam lhe orientar e ajudar pode fazer toda a
diferença.
Fonte: SalesVantage

Investor